Blog > Jardim > Como montar um Sistema de Rega?

Imagine um jardim verdejante, bem cuidado e alvo de olhares de admiração. É o sonho de qualquer pessoa que possui um espaço ao ar livre, certo?

Para que isso seja possível, é preciso criar as condições necessárias, sendo que uma delas passa pela hidratação adequada do solo.

Se quer deixar de lado as mangueiras e o trabalho de regar tudo à mão, apostar num sistema de rega pode ser uma boa escolha.

Descubra agora como pode ser feita a instalação!

 

Importância de um Sistema de Rega

Quem tem jardins sabe que são zonas de lazer, descontração e de partilha de bons momentos, pelo que cuidar deles permite usufruir ao máximo desses espaços.

Além de toda a manutenção necessária, é fundamental garantir um fornecimento adequado e eficiente de água, a fim de contribuir para que o solo se mantenha húmido (até 10-15 cm de profundidade) e a vegetação existente continue viva e com bom aspeto.

Para isso, a água tem de ser distribuída na quantidade necessária e uniformemente, para que nenhum recanto fique de fora. A forma mais eficaz de o conseguir é através de um sistema de rega.

 

Antes de começar

Planear o projeto

Planear a instalação de um sistema de rega é o primeiro passo para evitar problemas que comprometam a sua eficácia.

Saiba que um bom sistema é aquele que se adapta às características do terreno e à vegetação que se pretende regar.

Se ajudar, pode começar por desenhar a área que será abrangida pelo sistema, localizar as fontes de água e todos os pormenores e obstáculos, como arbustos ou árvores.

Além disso, planeie estrategicamente os locais onde serão instalados os emissores, de forma a conseguir alcançar o máximo de área.

Seguidamente, calcule os metros de tubo necessários para que a água chegue aos locais pretendidos.

Por fim, a economia de água deve ser uma preocupação constante durante o planeamento, uma vez que se trata de um recurso valioso.

Assim, considere também a região onde se encontra e a frequência de precipitação. Logicamente, um local mais chuvoso despensa tantos gastos de água.

 

Escolher o Sistema

Cada terreno exige um determinado sistema de rega.

De forma geral, considera-se que existem três formas: macro-irrigação ou aspersão, microaspersão e gota-a-gota.

Na primeira, a água é distribuída sob a forma de chuva, permitindo alcançar a totalidade da superfície de forma uniforme e regular. Este método pode ainda recorrer a dois sistemas:

  • Aspersores: emissores rotativos e de alta pressão, ideais para superfícies de média/grande dimensão;
  • Pulverizadores: emissores de baixa pressão, indicados para áreas mais pequenas.

No caso da micro-aspersão, a água é distribuída em parcelas, também sob a forma de chuva. Tendo um alcance curto, é perfeito para floreiras ou canteiros.

Quanto ao sistema gota-a-gota, a rega é feita em pontos no solo idealmente localizados junto a cada planta, através de gotejadores. Sendo a distribuição em forma de gota, apresenta uma baixa pressão.

 

Guia de Montagem

Apesar de existirem outros métodos, o mais comum é montar o sistema de rega debaixo do solo.

Ainda assim, as técnicas de instalação podem variar de acordo com as características das tubagens e restantes acessórios.

De forma geral, podem ser seguidos os seguintes passos:

  1. Abrir as valas para a tubagem: as dimensões devem respeitar o diâmetro dos tubos;
  2. Ligar os tubos de acordo com o recomendado e colocar nas valas;
  3. Furar as condutas principais usando um berbequim para ligar aos tubos verticais onde serão colocados os emissores;
  4. Se for necessário, cortar o tubo vertical na medida exata, tendo em consideração que os emissores em posição de repouso devem ficar ao nível do solo;
  5. Enroscar os emissores nos tubos verticais;
  6. Fechar as extremidades livres de tubagens com tampas próprias;
  7. Cobrir as valas.

É também necessário montar o programador, isto é, o comando de funcionamento onde poderá regular o horário e tempo de rega, de acordo com o recomendado.

 

Garanta uma boa instalação para um resultado de excelência

Deixamos-lhe um conselho: optar por um sistema automático planeado e instalado por profissionais garante mais eficiência e autonomia.

Montar um sistema de rega de forma incorreta pode trazer alguns problemas, incluindo:

  • Aumento dos custos de manutenção do terreno;
  • Roturas do equipamento e fugas de água;
  • Necessidade de substituição de toda a estrutura.

Além disso, nem sempre é fácil escolher o sistema adequado.

Se é o seu caso, nós podemos ajudar. Na Agriloja tem, além do aconselhamento, à sua disposição uma vasta gama de produtos de sistemas de rega.

Recorda-se do jardim que imaginou no início deste artigo? Agora já tem ferramentas para que deixe de ser um sonho.

REDE DE LOJAS AGRILOJA

Ovar

Rua da Návega, nº 311-329 - Olho Marinho 3885-113 - Arada

(+351)256790670

geral.ovar@agriloja.pt

Segunda a Sábado:
Período da Manhã:
09:00 – 12:30
Período da Tarde:
14:00 – 18:30

Aberto aos Feriados.

Encerrada a: 1 de Janeiro | 3ª Feira de Carnaval | 1 de Maio | 1 de Novembro | 25 de Dezembro

Siga-nos nas redes sociais