Blog > Jardim > Horta Vertical: Tudo o que precisa de saber para criar a sua!

Criar a própria horta traz várias vantagens, sendo uma delas o poder controlar o que planta.

A boa notícia é que hoje existe uma infinitude de ideias que permitem a toda a gente satisfazer esse desejo, mesmo os que pensam não ter espaço!

Entre elas encontra-se o conceito de horta vertical.

Quer saber mais? Continue a ler.

 

O que é uma Horta Vertical e quais as vantagens?

Como o nome indica, é uma horta que se desenvolve na vertical, geralmente numa parede ou noutra estrutura semelhante.

Para além do benefício de poder tomar conta das próprias plantas e vê-las crescer, o que pode tornar-se relaxante e terapêutico, uma horta vertical traz outras vantagens, nomeadamente:

  • Ocupa pouco espaço – importante sobretudo para quem vive em apartamentos;
  • Permite consumir os produtos frescos;
  • Precisa de pouca manutenção, comparando com uma horta tradicional;
  • É uma alternativa económica – existem várias opções que exigem pouco investimento;
  • É um conceito versátil – é só usar a imaginação;
  • Permite trazer a natureza para espaços mais urbanos;
  • É prática na sua instalação e utilização.

Além do mais, dá-lhe a oportunidade de criar um ponto de destaque decorativo no seu espaço. Afinal, as plantas dão vida e personalidade a qualquer casa, não há como negar.

 

Antes de começar a criar…

Criar uma horta não passa apenas por plantar os cultivos e esperar que cresçam fortes e saudáveis.

Existem alguns critérios a considerar que contribuem para o sucesso do seu trabalho.

Veja quais são antes de pôr mãos à obra.

 

1. Pense no local

Uma horta vertical pode ser instalada quase em qualquer lugar, sendo que os espaços de eleição costumam ser as varandas, pátios ou cozinhas, tendo os produtos próximos na hora de cozinhar.

O que tem de ter em consideração é que deve ser um local exposto ao sol durante parte do dia – cerca de 3 horas e, idealmente, durante a manhã, quando a radiação é mais suave e não corre o risco de prejudicar as plantas.

Isto não significa que não possa ter uma horta se só tiver lugares à sombra – há plantas que gostam desse ambiente.

 

2. Escolha as plantas

Se a zona for reduzida, é melhor optar por produtos que não cresçam muito, com raiz curta, como o tomate cherry ou o alho, por exemplo, assim como as ervas aromáticas, que ocupam pouco espaço.

Deve eleger também produtos que façam parte das suas preferências alimentares – não serve de nada ter uma horta se não vai usufruir do que semeou.

Contudo, relacione sempre as características do local com as necessidades das plantas que pretende.

Por exemplo, se o espaço não for muito luminoso, opte por plantas como o tomilho, cebolinho ou salsa, que não exigem muita luz.

Tente juntar produtos que partilhem características e cuidados – se junta plantas que precisam de muito sol com outras que gostam de sombra, uma delas não vai resistir.

Por último, procure entre os produtos que pode facilmente plantar em casa, para garantir o sucesso do cultivo.

 

3. Não se esqueça da rega

Para que as plantas cresçam, é necessário considerar as suas necessidades de água e drenagem.

A hortelã e os orégãos, por exemplo, gostam de uma rega diária, ao contrário do alecrim.

Assim, atente na sua disponibilidade para estes cuidados.

Se preferir, pode deixar a rega manual e investir num sistema de rega consistente e metódico, como o de gota a gota, que lhe poupará tempo.

Uma dica: organize as plantas de acordo com as que precisam de mais e menos de água, para que o processo seja mais prático.

 

Não se esqueça também do adubo, orgânico ou químico, para fornecer à plantação todos os nutrientes necessários.

Teste a sua capacidade de manter uma Horta Caseira

 

Comece a dar largas à criatividade!

Chegou a parte divertida.

Primeiro, escolha a estrutura de suporte à horta vertical – paletes, escadas de madeira, caixas de fruta, estrados de cama ou, se preferir, pode fixar tudo à parede.

O importante é que tenha capacidade para suportar todo o peso.

Seguidamente, passe para os recipientes onde plantará o que pretender. Pode escolher entre canteiros, vasos de cerâmica ou plástico, latas metálicas, potes em vidro, garrafas de água ou até tubos em PVC.

Lembre-se apenas de ter em consideração o espaço que a planta precisará para se desenvolver.

Pode ainda personalizar os recipientes e fixá-los, colocá-los em prateleiras ou suspendê-los.

Além do mais, pode ainda fazer da sua horta vertical uma estrutura sustentável, reaproveitando objetos que seriam deitados fora.

 

Reúna o que precisa e consiga uma Horta Vertical de sonho

Já conhece algumas dicas para conseguir ter uma horta vertical, mas, ainda assim, gostava de saber se tem competências e conhecimentos para conseguir cuidar dela? Pode tirar as teimas em 5 minutos com o nosso quiz!

Além disso, é fundamental que tenha à sua disposição os materiais necessários. Na Agriloja encontra produtos de agricultura para criar a sua própria horta. Se precisar pode ainda beneficiar do aconselhamento profissional por parte das equipas de loja.

Há quem diga que, quando os produtos são plantados por nós, os sabores são diferentes. Que tal confirmar a teoria?

hortas

REDE DE LOJAS AGRILOJA

Ovar

Rua da Návega, nº 311-329 - Olho Marinho 3885-113 - Arada

(+351)256790670

geral.ovar@agriloja.pt

Segunda a Sábado:
Período da Manhã:
09:00 – 12:30
Período da Tarde:
14:00 – 18:30

Aberto aos Feriados.

Encerrada a: 1 de Janeiro | 3ª Feira de Carnaval | 1 de Maio | 1 de Novembro | 25 de Dezembro

Siga-nos nas redes sociais