Blog > Agricultura > Como Plantar Aromáticas num vaso?

Cultivar plantas aromáticas é a fórmula perfeita para poder cozinhar receitas nutritivas, além de altamente saborosas.

Além disso, as características destas plantas, como o facto de crescerem facilmente ou de não exigirem muito espaço, permitem que possam ser plantadas em vasos.

Sabe o que isto significa? Terá tudo sempre à mão, mesmo que tenha pouco espaço!

Se quer saber como o conseguir, este artigo é para si.

 

Reúna toda a informação importante antes do processo!

Certamente não quer errar na hora de plantar as suas ervas aromáticas. 

Saiba que os erros não acontecem apenas na hora da plantação – a falta de informação na preparação do processo pode ser o pior inimigo das suas plantas.

Então, atente nas seguintes dicas.

 

1. Considere as necessidades das plantas que pretende

De um modo geral, as plantas aromáticas adaptam-se bem ao sistema de plantação em vasos, pelo que há muitas opções à escolha, entre as quais:

  • Coentros;
  • Cebolinho;
  • Salsa;
  • Manjericão;
  • Alecrim;
  • Hortelã;
  • Orégãos;
  • Tomilho.

Todas elas incorporam especificidades e, consequentemente, necessidades próprias, especialmente quanto à exposição solar e quantidade de água.

Por exemplo, o manjericão precisa de muito sol, assim como o cebolinho. Quanto à rega, o alecrim precisa de um solo molhado, enquanto que os orégãos exigem uma rega a cada 3 dias.

Assim, na hora de escolher pense em todas as exigências para determinar se consegue proporcionar todas as condições, especialmente se plantar cada planta em seu vaso, o que pode gerar alguma confusão.

Mas saiba que também é possível agrupá-las no mesmo recipiente. Nesse caso, deve juntar as que partilham as mesmas necessidades.

Fique com exemplos de grupos que pode formar:

  • Hortelã e erva cidreira;
  • Tomilho, alecrim e orégãos;
  • Manjericão, salsa, coentros e cebolinho.

 

2. Escolha o material dos vasos

As opções são imensas: vidro, barro, plástico, metal e outras mais.

É importante considerar as características de cada uma, tendo em conta o local, mais ou menos exposto às condições climáticas, em que ficarão.

Por exemplo, o metal tende a aquecer muito ao sol, o que pode prejudicar a plantação.

Já o vidro pode sofrer alterações, assim como o plástico, modificando a sua forma e estado de conservação.

Já o barro é um material poroso, o que é positivo, ainda que exija cuidados de lavagem maiores ao mudar a plantação para evitar a transmissão de doenças.

 

3. Não se esqueça da drenagem

Permitir um escoamento adequado da água da rega ou da chuva promove a manutenção do bom estado das plantas e o seu crescimento, evitando que as suas raízes apodreçam ou asfixiem.

Assim, procure escolher um vaso com orifícios na base (ou faça-os). Pode ainda colocar pedras de argila expandida no fundo, por exemplo, para evitar que a água se acumule.

 

4. Adeque o tamanho da planta ao do vaso

Nem todas as plantas precisam do mesmo espaço para crescer ou da mesma quantidade de substrato.

O alecrim, por exemplo, exige mais substrato que o manjericão, pelo que, naturalmente, precisa de um vaso maior.

Portanto, analise atentamente as características das ervas que escolher.

 

Hora da Plantação

Em primeiro lugar, assegure a escolha de um substrato adequado à planta em questão, que lhe fornecerá a nutrição que precisa.

Depois, pode optar por plantar as sementes ou comprar a planta e transplantá-la.

No primeiro caso, siga os seguintes passos:

  • Cubra o fundo do vaso com as pedras de argila;
  • Se quiser, coloque uma manta de geotêxtil para fortalecer o processo de drenagem;
  • Distribua o substrato pelo recipiente;
  • Coloque as sementes espaçadamente;
  • Tape com uma camada de substrato adequada à planta – o tomilho, por exemplo, exige uma camada com cerca de 1 cm, enquanto que os orégãos exigem uma profundidade de 0,5 cm.

Se optar por comprar a planta já num vaso, deve transplantá-la para outro maior, repetindo o processo anterior.

Depois, além dos cuidados com as doenças e pragas, deve satisfazer o melhor possível as necessidades de rega das plantas aromáticas. Mas atenção: deve fazê-lo junto ao pé da planta, regando o substrato e não as folhas.

Com o tempo, verá que conhece bem melhor as suas plantas e saberá a melhor forma de cuidar delas sem problemas.

 

Já tem o que precisa para Plantar as suas Plantas Aromáticas?

O conhecimento do processo já tem, mas será que reúne tudo o que precisa para começar a plantação das ervas aromáticas?

Não deixe nenhum pormenor de lado – aconselhe-se com a equipa da Agriloja, que não só lhe recomenda as melhores ferramentas e materiais para plantar, como também disponibiliza uma grande variedade de ervas aromáticas, podendo escolher as que preferir.

Além disso, beneficiará de aconselhamento especializado, que lhe permitirá concluir a plantação sem falhas.

Depois, pode evoluir para outros cultivos que também pode realizar em casa, tornando-a ainda mais alegre.

Ver mais artigos de Agricultura
hortas

REDE DE LOJAS AGRILOJA

Ovar

Rua da Návega, nº 311-329 - Olho Marinho 3885-113 - Arada

(+351)256790670

geral.ovar@agriloja.pt

Segunda a Sábado:
Período da Manhã:
09:00 – 12:30
Período da Tarde:
14:00 – 18:30

Aberto aos Feriados.

Encerrada a: 1 de Janeiro | 3ª Feira de Carnaval | 1 de Maio | 1 de Novembro | 25 de Dezembro

Siga-nos nas redes sociais