Blog > Agricultura > Tudo o que precisa para a Vindima!

Chegada esta altura do ano, começa a pensar-se na vindima, ainda que todo o processo até chegar à apanha da uva comece antes.

Na verdade, a vindima é o culminar de quase um ano de trabalho no terreno – isto é, na vinha.

Se pensa que esta é uma prática interessante apenas para os amantes de vinho desengane-se! O espírito e toda a envolvência fazem dela uma das alturas de maior convívio e alegria, tornando-se cada vez mais procurada.

Se ficou com vontade de saber mais e tem vontade de experimentar, ou mesmo que já seja expert na matéria, continue a ler e descubra tudo o que precisa e encontra para a vindima na Agriloja.

 

A Tradição em Portugal

Apesar de a vindima ser associada somente à apanha da uva, a verdade é que engloba todas as atividades que decorrem antes, como preparação, e depois, até à venda do fruto ou produção de vinho.

Resumindo:

O processo começa na poda, em meados de janeiro, passando pela formação dos cachos, na altura da primavera, até à apanha, normalmente no fim do verão e início do outono.

Contudo, no nosso país, a época da vindima pode ocorrer em meses diferentes, consoante a localização das vinhas, a espécie da própria uva e as temperaturas que se fazem sentir.

Ainda que seja uma atividade frequentemente associada ao norte, especialmente a região do Douro, realiza-se em vários pontos do país, o que contribui para a imensa variedade.

Ao longo do tempo, esta prática tem vindo a atrair cada vez mais o interesse de muitas pessoas, sendo que algumas quintas estão já abertas a turistas que procuram experienciar o espírito de partilha típico das vindimas.

Por isso, é uma época muito procurada para as chamadas escapadinhas de fim de semana.

 

A Vindima nos dias de hoje – o que mudou?

Como todas as tradições, a vindima tem vindo a sofrer alterações, nomeadamente quanto aos produtos necessários.

Quem não se recorda das pessoas a pisar as uvas? Ainda que este método se mantenha em algumas regiões, hoje em dia existem outras soluções e equipamentos mecânicos, nomeadamente esmagadores manuais ou elétricos.

Esmagador Manual em Inox                                 Esmagador Elétrico em Inox

 

Também os carros de bois, já muito antigos, foram substituídos por tratores.

Além disso, os cestos tradicionais, feitos de vime, são agora de outros materiais, como o plástico.

Ainda assim, pode descansar – a tradição ainda é o que era!

 

A rotina da Vindima

Preparação

Antes da apanha da uva, existem algumas medidas a tomar, como forma de garantir a qualidade e de economizar o tempo necessário de vindima.

Uma delas é proceder à limpeza do terreno, para que os tratores possam circular livremente.

Além do mais, algumas técnicas, como a de desfolha, criam condições favoráveis à maturação e contribuem para a diminuição da incidência de doenças no fruto, como a podridão.

Após tudo isto, e antes de pôr mãos à obra e apanhar os cachos, é preciso ter todos os materiais para a vindima, não só os esmagadores mas também os cestos, caixas, celhas e dornas.

Caixas de Vindima 40L

 

Celha

 

Dorna 500L

 

Dorna 750L

 

Dorna 1000L

 

Apanha da uva

Antes de mais, há que ter consciência de um fator muito importante: é a uva que dita quando está pronta a ser colhida. De forma geral, é possível perceber através da casca, quando esta se desfaz na boca, e da grainha, que deve estar crocante.

A partir daí, rumando à vinha pelas primeiras horas da manhã, é hora de pegar nas tesouras e, cacho após cacho, ir enchendo os baldes.

Tesoura de Vindima                 Tesoura de Bicos

 

Mas é preciso realizar o trabalho com cuidado e delicadeza, para não danificar as uvas, além de rapidez.

Pelo meio, muitas conversas, que ajudam a passar o tempo. Além disso, quem resiste a provar uma uva ou outra?

 

Depois da apanha

Após a apanha dos cachos, é preciso carregar as caixas para a adega com todo o cuidado para que não cheguem danificados.

De seguida, são conduzidos para o esmagador. Deste processo resulta o mosto, isto é, o sumo da uva, que é deixado a fermentar durante cerca de 5 dias.

Por fim, é retirado para as pipas, onde o processo de fermentação continua, até estar próprio para consumo.

Relativamente às partes sólidas que restam, como as grainhas, são colocadas em prensas, a fim de serem espremidas para, após a destilação, darem origem a aguardente.

 

Prensa de Uvas

 

Beneficie de uma ajuda de confiança

Apesar de uma experiência interessante e animada, a vindima é um trabalho duro.

Para executá-lo da melhor forma, é necessário ter as ferramentas necessárias que facilitem a atividade!

Na Agriloja encontra uma grande variedade de produtos para a vindima à sua disposição, que podem ser escolhidos com a ajuda de profissionais especializados.

REDE DE LOJAS AGRILOJA

Ovar

Rua da Návega, nº 311-329 - Olho Marinho 3885-113 - Arada

(+351)256790670

geral.ovar@agriloja.pt

Segunda a Sábado:
Período da Manhã:
09:00 – 12:30
Período da Tarde:
14:00 – 18:30

Aberto aos Feriados.

Encerrada a: 1 de Janeiro | 3ª Feira de Carnaval | 1 de Maio | 1 de Novembro | 25 de Dezembro

Siga-nos nas redes sociais